Por que minhas fotos não estão nítidas?

Rating: 4.00 based on 2 Ratings
Caio Carvalho
  Por Caio Carvalho
Por que minhas fotos não estão nítidas? www.lightroombrasil.com.br

Imagine isto: você chegou em casa depois de um dia inteiro fotografando e está super empolgado para conferir as belas imagens que você capturou. No entanto, depois de importá-las você percebe que todas as fotos ficaram estranhas por causa da falta de nitidez.

Tenho certeza que você já experimentou isso, assim como a maioria de nós. Em um mundo perfeito, você voltaria para casa depois de cada sessão com 100% das imagens nítidas, mas infelizmente, isso raramente acontece. Porém existem algumas razões básicas para suas fotos não saírem nítidas, aqui vão:

1. Velocidade do obturador muito lenta

A causa mais comum é uma velocidade do obturador muito lenta. Isso pode ser porque você está usando um modo automático ou semiautomático de disparo ou você selecionou manualmente uma velocidade do obturador que não é ideal para a situação.

Tipicamente, ocorre ao fotografar durante a hora dourada ou a outra hora do dia em que há menos luz. É improvável que você encontre este problema em plena luz do dia.

Uma regra empírica é nunca usar uma velocidade do obturador mais lenta do que a distância focal. Por exemplo, para uma lente 14mm, eu não usaria uma velocidade do obturador mais lento do que 1/14 de um segundo sem um tripé. Para uma 200mm, eu evitaria usar uma velocidade do obturador muito mais lento do que 1/200 de um segundo ou então é hora de configurar o tripé.

Fotografar paisagens em horas escuras na mão é quase impossível se você quiser um resultado nítido.

Alternativamente, você pode aumentar o ISO ou usar uma abertura mais larga para obter uma velocidade mais rápida do obturador. Tenha em mente, porém, que o aumento da ISO e/ou abertura da abertura também terá um impacto sobre a qualidade da imagem.

2. A abertura está errada

Isso nos leva à causa número dois: você não escolheu uma abertura ideal.

Embora não haja uma abertura correta em cada cenário, você deve entender como ele impacta na imagem. Ao usar uma abertura, como f/2.8 a nitidez geral será menor do que quando se fotografa com uma abertura de f/13.

Em f/2.8, o ponto mais nítido pode ficar quase real, mas o resto da imagem estará fora de foco, resultando em uma aparência embaçada geral.

Ao usar uma abertura mais estreita, como f/22, você vai notar que a nitidez geral é reduzida. Enquanto a imagem está em foco, sua nitidez estará menos acentuada do que o que teria sido em uma abertura mais ampla como f/9.

Encontrar a abertura ideal para cada cenário pode ser complicado de entender, mas torna-se mais fácil a medida que você conhece melhor as suas lentes.

Técnicas como focus stack (onde você faz diversas fotos com o foco em regiões diferentes para depois juntar na pós produção) são úteis ao fotografar cenas que têm elementos tanto perto quanto longe da lente.

3. Você está causando vibração da câmera

Usar um tripé é o ponto mais comum quando se fala sobre como capturar imagens nítidas. No entanto, só montar a câmera em um tripé qualquer não vai necessariamente resultar nas imagens nítidas que você espera.

Ao pressionar o botão do obturador da câmera, você cria uma pequena quantidade de vibração. Embora possa não parecer muito, é suficiente para causar Blur ou suavização ao usar velocidades do obturador semilento.

Certifique-se de que você use um controle remoto ou celular (se sua DSLR tiver essa função) para acionar o obturador. Isto irá eliminar a vibração causada no ato de pressionar o botão do obturador.

4. O tripé é instável

Quando eu era novo na fotografia de paisagem, fui no camelô todo feliz e comprei um tripé daqueles chineses de 100 reais. O que eu não levei em consideração foi que o meu tripé não era robusto o suficiente para lidar com o vento. Qualquer movimento em torno dele causava vibração, o que significava um assassinato na nitidez das minhas fotos.

Depois de quebrar o segundo tripé barato quase perdendo minha câmera, decidi comprar um tripé de alta qualidade de segunda mão. Embora tivesse sido usado por um par de anos, era um tripé Manfrotto bom e para o meu deleite, não causou qualquer vibração, mesmo em condições mais ásperas.

Você precisa ter um tripé que é robusto o suficiente para lidar com as condições que você normalmente fotografa.

5. Você está usando uma lente de baixa qualidade

Não precisa ser essa, mas invista na melhor que puder.

Eu não gosto de falar muito sobre isso, ainda mais no Brasil onde comprar uma lente decente  significa doar um (ou dois) rins. No entanto, quando se trata de qualidade de imagem não há dúvida de que os produtos de primeira qualidade fazem a diferença.

Você pode já ter ouvido alguém dizer “você deve investir em lentes em vez de câmeras”. A lente é mais provável ficar com você por mais tempo do que a câmera e é mais importante quando se trata da nitidez de suas imagens.

Uma lente de orçamento de baixa qualidade e uma high-end tem grandes diferenças na nitidez.

Eu recomendo fazer alguma pesquisa para encontrar as melhores lentes para sua câmera dentro de seu orçamento e, se necessário, tenha duas boas ao invés de um monte delas. Você ficará chocado com a diferença.

6. É um erro manual

Se você segurar a câmera assim, provavelmente vai ter problemas de nitidez.

Não desconsiderar o erro próprio não é uma opção na fotografia.

Focar não deve ser tão difícil, certo? Parece tão simples! Não é, especialmente se você está focando manualmente… Há pequenas margens de erro e não é preciso muito para a imagem estar fora de foco. Clique no link para dicas de como melhorar o seu foco. Aqui estão dois cenários comuns:

O Autofoco não está funcionando bem: enquanto autofoco é uma grande ferramenta na maioria das câmeras digitais, ele nem sempre funciona tão bem quanto o esperado. Isto é especialmente verdadeiro quando se trabalha com pouca luz como a câmera se esforça para ver os detalhes e encontrar o foco correto.

Você não está focalizando manualmente corretamente: focalizar manualmente pode ser complicado. É uma ótima maneira de obter o foco exato que você quer, mas errar o foco um pouco, já reduzirá a nitidez. Saber onde na imagem para se concentrar e como obter o foco mais acentuado leva tempo e experiência para dominar.

O Live View é de grande ajuda quando você está usando o foco manual. De um Zoom em 100% e ajuste o foco até que esteja o mais nítido possível.

O passo final:

Lembre de todos pontos acima e aumente a probabilidade de você voltar para casa com imagens nítidas. Não existe conquista sem esforço, somente tentando e errando você irá dominar a técnica de conseguir fotos nítidas, após conseguir essa difícil tarefa, use um dos nossos presets e economize tempo na pós produção.

Lembre-se que você pode checar na mesma hora suas imagens no LCD da câmera e tentar corrigir os problemas antes de perder aquele momento que nunca mais irá voltar…

Rating: 4.00 based on 2 Ratings
As duas guias a seguir alteram o conteúdo abaixo.
Caio Carvalho

Caio Carvalho

Apaixonado por arte, tecnologia e pela natureza, Caio encontrou na fotografia e vídeo uma forma de se expressar e nunca mais parou. Editor de fotos, fotógrafo e videomaker há quase 10 anos. @caiocarvalhofoto

Comentários (0)

Ainda não há comentários.

Inscreva-me para um resumo semanal dos melhores artigos publicados no blog

Seu e-mail está seguro com a gente. Promessa