A Película de Cinema

Rating: 5.00 based on 1 Rating
Caio Carvalho
  Por Caio Carvalho
A Película de Cinema www.lightroombrasil.com.br

Olá para todo mundo! Depois de muito tempo sumido aqui do blog, vamos voltando a atividade!

O que eu pretendo agora é criar uma série de posts sobre a película de cinema. E não, ela não está morrendo, não está entrando em desuso. Longe disse. A película ainda é muito usado e pretendo aqui mostrar o porque disso!

Vamos, primeiramente, falar sobre os tipos de película que mais se usa hoje em dia.

35mm Anamórfico (fonte: wikipedia)

A mais conhecida é sem sombra de dúvida, a película 35 mm. Acima você pode ver que cada fotograma (cada frame) ocupa o espaço de 4 perfurações. No canto esquerdo nós temos a trilha de áudio ótico também. No caso dessa película em particular, ele está no formato anamórfico, e quando for projeta terá uma proporção de 2.40:1, que é o famoso Cinemascope, criado lá nos tempos dos filmes de velho oeste, mas no próximo post irei explicar melhor isso. O principal agora é apresentar os tipos de película.

Película 16mm (fonte: wikipedia)

Acima temos outro tipo de película, que é o 16 mm. Veja que os fotogramas agora ocupam  apenas 2 perfurações e, no exemplo acima, não temos a trilha de áudio ótico. Mas esse formato não é mais usado hoje em dia, o que se usa é o famoso Super 16.

Comparativo entre o 16 e o Super16 (fonte: wikipedia)

A diferença entre os dois formatos é essa. O Super 16 remove uma das trilhas de perfurações para que seja possível ter um fotograma maior, utilizando a película 16mm. Esse formato, Super 16, é o que mais é usado hoje em dia no cinema brasileiro. Por ser mais barato, muito filmes rodam em Super 16 e na finalização fazem uma cópia para 35 mm, para ir para as salas de exibição.

Existe também o Super 35, que é a película de 35 mm que não possui a trilha de gravação, o que aumenta um pouco também o tamanho do fotograma e quanto maior for o seu fotograma, maior será a resolução dele.

Um último formato muito usado nos dias de hoje é o IMAX, que é uma película de 70 mm, mas que ao invés de rodar na vertical ela roda na horizontal, o que aumenta e muito o tamanho do fotograma.

IMAX comparado com o 35 mm (fonte: globo.com)

Cada fotograma de IMAX ocupa 15 perfurações, gera uma imagem imensa. Mas é claro que isso implica em um custo muito maior e muito mais trabalho de pós produção, então quem realmente usa isso são as mega produções dos Estados Unidos. E usam também em alguma cenas, na maior parte ainda é usado o 35 mm que depois é ampliado para o padrão IMAX.

Para essa introdução é isso pessoal. Nesse post minha intenção era apenas apresentar rapidamente os tipos de películas que temos. No próximo irei falar sobre os formatos de janela que temos (1.33:1 ; 1.66:1 ; 1.85:1 e 2.40:1).

Até lá!

Rating: 5.00 based on 1 Rating
As duas guias a seguir alteram o conteúdo abaixo.
Caio Carvalho
Apaixonado por arte, tecnologia e pela natureza, Caio encontrou na fotografia e vídeo uma forma de se expressar e nunca mais parou. Editor de fotos, fotógrafo e videomaker há quase 10 anos. @caiocarvalhofoto

Comentários (0)

Ainda não há comentários.

Inscreva-me para um resumo semanal dos melhores artigos publicados no blog

Seu e-mail está seguro com a gente. Promessa