Movimentos de Câmera – Introdução

Rating: 5.00 based on 1 Rating
Caio Carvalho
  Por Caio Carvalho
Movimentos de Câmera – Introdução www.lightroombrasil.com.br

Um grande olá para todos! Vamos começar 2018 a todo vapor!

E como primeiro post do ano, anuncio mais uma série aqui no Lightroom Brasil, dessa vez sobre movimentos de câmera. Sim, já que o cinema trata da imagem em movimento, e visto que o papel do diretor de fotografia é justamente manipular (ou pelo menos coordenar) a câmera, nada melhor do que saber os diferentes movimentos de câmera.

Mas esse primeiro artigo trata-se apenas de uma introdução. Por que? Pois estou preparando um material em vídeo, já que falar sobre movimentos de câmera, sem ver o movimento da câmera, é um pouco complicado.

São vários os movimentos, e eles servem para adicionar dramaticidade a sua cena, destacar alguma personagem ou objeto, e por aí vai. Lembrando que existem os planos de enquadramento, que serão usados em conjunto, ajudando mais ainda na composição da cena.

O que eu pretendo agregar a esses artigos de movimento de câmera, são também os ângulos de câmera (Plongèe, Contra-Plongèe, Câmera Normal, 3/4 de Perfil e Perfil), criando um pacote bem completo para a estruturação e gravação de uma cena.

Não existe uma regra fixa de qual o melhor ângulo para determinada cena. O que realmente faz a cena é o conjunto de enquadramento, movimento, ângulo e principalmente a iluminação. Eu vou apresentar os ângulos, citando alguns exemplos de cenas, mas não é regra! Use e adapte o melhor ângulo para sua composição!

Vamos então apresentar os Ângulos de Câmera:

Plongèe

O Plongèe é a cena vista de cima para baixo, normalmente causa uma sensação de distanciamento da personagem e é muito utilizado em cenas de angústia e solidão (lembrando que isso não é regra!). Veja o exemplo:

Imagem de Plongèe
Plongèe – Harry Potter e a Ordem da Fênix

Repetindo, o que cria a sensação de angústia/desespero de Harry na cena não á apenas o ângulo da câmera, mas todo o conjunto da obra, o enquadramento, a iluminação e a própria atuação de Daniel Radcliffe.

Contra-Plongèe

Até pelo próprio nome, deduzimos que o Contra-Plongèe é a imagem vista de baixo para cima. O principal desse ângulo é a criação de uma sensação de domínio muito forte (não é regra!), como visto na cena abaixo:

Imagem do Contra-Plongèe
Contra-Plongèe – Pulp Fiction

Câmera Normal

Aqui basta o exemplo. É simplesmente a câmera no nível da personagem.

Imagem Câmera Normal
Câmera Normal – Sociedade dos Poetas Mortos

Perfis

Temos o Perfil:

Imagem do Perfil
Perfil – Melancholia

E o 3/4 de Perfil:

Imagem do 3/4 de Perfil
3/4 de Perfil – Melancholia

Repetirei de novo, não existe regra nos ângulos de câmera, você, em conjunto com outros fatores (enquadramento, luz) irá escolher o melhor ângulo que se encaixe na sua cena!

Vou ficando por aqui e nos vemos semana que vem!

Até!

Rating: 5.00 based on 1 Rating
As duas guias a seguir alteram o conteúdo abaixo.
Caio Carvalho
Apaixonado por arte, tecnologia e pela natureza, Caio encontrou na fotografia e vídeo uma forma de se expressar e nunca mais parou. Editor de fotos, fotógrafo e videomaker há quase 10 anos. @caiocarvalhofoto

Comentários (0)

Ainda não há comentários.

Inscreva-me para um resumo semanal dos melhores artigos publicados no blog

Seu e-mail está seguro com a gente. Promessa