8 filmes sobre fotografia – para fotógrafos e não fotógrafos!

Rating: 0 based on 0 Ratings
Paloma Gomide
  Por Paloma Gomide
8 filmes sobre fotografia – para fotógrafos e não fotógrafos! www.lightroombrasil.com.br

No cinema, por vezes a fotografia assume o papel de destaque em algumas tramas. Seja como assunto principal, como um meio através do qual a narrativa flui, difusão de conhecimento ou apenas metalinguagem, é possível conhecer e se aprofundar mais sobre o universo da fotografia (e da fotografia cinematográfica também, claro!)  ao assistir alguns filmes. Dos 8 filmes aqui sugeridos, 4 são brasileiros ou co-produções com o Brasil, reforçando a cinematografia brasileira e seu conteúdo único.

Aqui vão sugestões de filmes para fotógrafos ou amantes da fotografia:

Blow-up (REINO UNIDO/ITÁLIA, 1966)

Neste filme, do grande diretor italiano Michelangelo Antonioni, a fotografia é parte de como a narrativa fílmica é construída a partir de  um crime. Sendo o protagonista fotógrafo, o longa tem como pano de fundo o estilo de vida que este personagem constrói em volta desta profissão. Além de tratar do universo fotográfico, o filme é considerado um clássico do cinema.

Janela da Alma (BRASIL/FRANÇA, 2001)

Este documentário, dirigido por João Jardim e Walter Carvalho, é uma discussão acerca do olhar, da visão, do cinema e da fotografia consequentemente. Através dos relatos e reflexões de pessoas vindas de diferentes áreas, porém ligadas pelo olhar de alguma maneira. Como por exemplo: a cineasta Agnès Varda, o escritor José Saramago, o fotógrafo cego franco-esloveno Evgen Bavcar, entre outros. A partir daí é traçada a complexidade e a subjetividade nas quais são formadas as imagens, juntamente com direção fotográfica do filme, também assinada por Walter Carvalho, que propõe ao espectador uma leve “distorção” da realidade.

 Annie Leibovitz – A vida através das lentes (EUA , 2007)

Documentário sobre a vida da fotógrafa estadunidense Annie Leibovitz. Dona da fotografia em que John Lennon nu, beija Yoko Ono e que foi feita no mesmo dia do assassinato do músico. Além de comentar sobre vários aspectos da vida da fotógrafa, dentre eles a sua relação com a escritora Susan Sontag, o filme compartilha também do processo criativo de Annie, assim como algumas de suas produções.

 Iluminados (BRASIL, 2007)

Dirigido por Cristina Leal, o longa nacional conta com o depoimento de seis consagrados diretores de fotografia do cinema brasileiro: Dib Lutfi, Edgar Moura, Fernando Duarte, Mário Carneiro, Pedro Farkas e Walter Carvalho.

Além de os fotógrafos contarem sobre sua carreira e sobre o seu próprio modo de fazer cinema, é possível vê-los trabalhando num set de filmagem. Tornando o filme muito interessante para curiosos sobre como o departamento de fotografia cinematográfica funciona. E também mostrando como o olhar de cada diretor é único, já que todos trabalham com os mesmos elementos de cena, mudando apenas as luzes e a movimentação de camêra.

 Repórteres de Guerra (CANADÁ, 2010)

O filme narra a história do grupo de fotojornalistas formado por Ken Oosterbroek, Kevin Carter, João Silva e Greg Marinovich que realizaram trabalhos na África nos anos 90, no fim do regime do apartheid. A foto icônica, ganhadora do prêmio Pulitzer (1994), na qual  uma criança africana desnutrida aparece com um abutre ao seu lado foi realizada por Kevin Carter, um dos fotógrafos que atuavam também naquela região. Questões sobre a ética dos fotojornalistas, e a “realidade” que a fotografia retrata permeiam todo o filme, trazendo ao espectador reflexões importantes sobre a produção e difusão de imagens tidas como “reais”.

 Lixo Extraordinário (BRASIL/ REINO UNIDO, 2011)

Neste documentário, a fotografia aparece como meio para estreitar as relações entre as pessoas que integram esta narrativa. Vik Muniz, artista brasileiro, vai ao Jardim Gramacho (Rio de Janeiro), o maior lixão da América Latina, com a proposta de transformar lixo em arte, com a ajuda dos catadores da região. E, consequentemente ajudar a comunidade local. O processo artístico e criativo acompanha o processo de transformação dos catadores e do próprio artista.

 Mil Vezes Boa Noite (IRLANDA/NORUEGA/SUÉCIA, 2013)

Juliette Binoche interpreta Rebecca, uma fotógrafa de guerra, que vive em constante hesitação entre a adrenalina de sua carreira profissional e a sua vida em família. O longa coloca em evidência questões sobre a profissão de um fotojornalista de zonas de conflito e a sua saúde mental, já que seu cotidiano é marcado muitas vezes por violência e tristeza. Assim como manter relações estáveis e saudáveis com seus familiares em uma vida de viajante.

O Sal da Terra (BRASIL/FRANÇA/ITÁLIA, 2015)

Documentário dirigido por Wim Wenders, narra a trajetória do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado. O diretor alemão, junto com Juliano Salgado (filho de Sebastião), codirigiu o filme. Além de conter cenas do fotógrafo trabalhando, há também falas de Sebastião nas quais, ele conta de seus trabalhos mais marcantes, descrevendo as fotos que vão aparecendo na tela e se mesclando com as suas memórias. Um filme marcante para quem se interessa pela vida, de um dos mais famosos fotógrafos brasileiros.

 Assim como é mostrado em muitos destes documentário, seja no cinema ou na vida real, a fotografia perpassa o “simples” fazer das imagens e traz muito sobre as relações humanas. Tanto paras fotógrafos, para o fotografado e pelo espectador.

Quer deixar suas fotos com cara de cinema em apenas alguns cliques aconselho experimentar os workflows Calçada da Fama e Selva Urbana do Lightroom Brasil. Além disso o pacote de perfis Direto da Telona permitem que você crie efeitos de coloração cinematográficos em apenas 1 click sem alterar nada na sua edição.

 

 

Rating: 0 based on 0 Ratings
As duas guias a seguir alteram o conteúdo abaixo.
Paloma Gomide

Paloma Gomide

Cineasta e fotógrafa, tem como motivação contar boas histórias através de imagens.

Comentários (0)

Ainda não há comentários.

Inscreva-me para um resumo semanal dos melhores artigos publicados no blog

Seu e-mail está seguro com a gente. Promessa